| CRÍTICAS | Bombshell – O Escândalo

Vivemos tempos paradoxais (e intrigantes). Apesar de nunca ter havido tanta informação disponível e sensibilização para temas… sensíveis, continuamos a ouvir coisas como a que Margot Robbie disse. Numa entrevista, a actriz afirmou que uma das razões que a levou a querer fazer este Bombshell – O Escândalo foi o facto de ter descoberto que o assédio sexual não tem que ser necessariamente físico para ser ilegal ou errado. Por estas e por outras, ainda bem que existe Bombshell – O Escândalo.

Bombshell – O Escândalo é a história real de um grupo de mulheres (no filme lideradas pelas jornalistas Margot Robbie, Nicole Kidman e Charlize Theron) que denunciou e desmontou o clima tóxico e de assédio sexual que se mantinha há décadas na Fox News, cortesia do seu presidente Roges Ailes (John Lithgow). Apesar das denúncias, foi difícil aquelas mulheres verem a opinião pública colocar-se ao seu lado, consequência da sociedade patriarcal sistemática em que vivemos.

Bombshell – O Escândalo é um filme-denúncia, com muito name dropping, ambientado nos meandros da política, o que o torna um pouco maçudo. Além disso, o facto de se disparar pela história das três jornalistas que se hão-de cruzar no final como a estocada final, enchem-no de personagens, que muitas vezes são apenas nomes em diálogos. Para isso, o realizador Jay Roach começa com aquele estilo muito à Adam McKay, de diálogos rápidos e as actrizes a quebrarem a quarta parede e a dirigirem-se ao espectador directamente para explicar o quem é quem. Contudo, rapidamente isso se apaga em Bombshell – O Escândalo e a razão principal é… porque Jay Roach não é Adam McKay.

Apesar da realização certinha, Jay Roach não consegue controlar tanta informação e perde-se por entre tanta personagem e linha narrativa. O filme não perde nunca o pé graças ao seu casting feliz, começando pelas três fortes presenças femininas, mas também graças aos vilões de serviço: um John Lithgow em modo mean-old-man cheio de próteses; e um breve Malcom McDowell, na pele do magnata Rupert Murdoch, encarnação de todo o Mal que é o capitalismo. Ainda bem que existe Bombshell – o Escândalo; mesmo que não seja mais do que um Double Cheeseburger.

Título: Bombshell
Realizador: Jay Roach
Ano: 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *