| CRÍTICAS | I Smile Back

Um comportamento comum que acontece com muitos actores em desespero é procurarem papeis arriscados, mas que o são apenas por envolverem nudez ou outros sensacionalismos gratuitos, para procurarem fugir a uma imagem criada da qual não conseguem descolar. Aconteceu recentemente, por exemplo, com Dakota Fanning, que queria provar que já não era uma criança, e […]

| CRÍTICAS | Lilo & Stitch

A tradição dos desenhos-animados com animais antropomorfos da Disney é milenar, quase tão antiga quanto as pirâmides do Egipto. Por isso, quando surge um filme como Lilo & Stitch, que foge a essa tendência e, pela primeira vez, apresenta criaturas extraterrestres, é motivo de realce. Estávamos em 2002, a Disney vinha de dois fiascos de […]

| CRÍTICAS | Destino de Mulher

O biopic é um género estabelecido há tanto tempo em Hollywood que, às vezes, até nos esquecemos que certos filmes existem. Eu, pelo menos, tenho muitas vezes de me esforçar para me lembrar que existe o Elvis, do Carpenter, por exemplo. Ou mesmo O What’s Love Got To Do With It, sobre a Tina Turner. […]

| CRÍTICAS | Quo Vadis, Aida

A desintegração da Jugoslávia, no início dos anos 90, deu origem a uma década de convulsões na zona dos Balcãs, que resultaram nos momentos mais lamentáveis da história europeia desde a Segunda Grande Guerra. Entre eles, um dos de pior memória foi o massacre de Srebrenica, naquela que ficou commumente conhecida como a guerra da […]

| CRÍTICAS | The Invitation

Imaginem que a vossa ex-mulher vos convidava para jantar para celebrar qualquer coisa com o seu novo namorado. Vocês iriam? Provavelmente não, não é? Mas Will (Logan Marshall-Green) não é uma pessoa qualquer. E decide ir. Mesmo que não veja a ex-mulher há 2 anos, desde que ela desapareceu com o namorado no México; e […]

| CRÍTICAS | Patrick

A ozexploitation, a indústria de cinema série b que a Austrália gerou durante cerca de uma década, foi um viveiro de muito cinema interessante – e muita xungaria -, mas exceptuando o primeiro Mad Max, nenhum teve sucesso internacional. Isso se não contarmos com Patrick, o thriller psicológico paranormal que construiu uma reputação de culto […]

| CRÍTICAS | Palmer

Palmer começa como começam muitos filmes norte-americanos: com um homem a regressar a casa. Desde sempre que este regresso é uma parábola ao mito do retorno do filho pródigo, mas no western – esse género tão colado ao mito fundado norte-americano – esse era também um gesto de punição, o do justiceiro que regressa para […]

| CRÍTICAS | Ambulance

Os norte-americanos já fizeram filmes dentro de tudo. Começaram pelos mais simples e óbvios, como 11 homens fechados numa sala de júri a decidirem um veredicto e depois foram sendo cada vez mais criativos: dentro de um carro, ao telefone; dentro de um barco a afundar-se; ou dentro de uma cabine telefónica(!). Os espanhóis têm […]

| CRÍTICAS | Três Homens e um Bebé

Se algum dia tiverem que explicar ou convencer alguém de que vivemos num mundo patriarcal, usem apenas estas cinco palavrinhas: Três Homens e um Bebé. Este é um filme sobre três homens que têm que cuidar de um bebé. Ponto. Só isto. Ou seja, aquilo que as mulheres fazem nos intervalos das suas vidas, quando […]