| CRÍTICAS | Ivana, the Terrible

Em 2017, a sérvia Ivana Mladenovic teve uma crise existencial. Tinha acabado de fazer um filme com relativo sucesso na Roménia, mas as coisas pareciam estar a fechar-se sobre si e o futuro parecia nebuloso. Desesperada, regressou a casa dos pais, numa aldeia na fronteira com a Roménia, enquanto o stress, a ansiedade e a […]

| CRÍTICAS | History of the Occult

60 minutos para a meia-noite é o título de um programa de jornalismo de investigação, que se prepara para a sua última emissão. Desde que começaram a investigar um estranho caso de um corpo que surgiu morto dentro dum pentagrama (e do bloco de notas que o seu assassino deixou depois de se evaporar no […]

| CRÍTICAS | Pelican Blood

Não há nada melhor no mundo do que as crianças. Pelo menos, até elas terem o demo dentro delas e quererem esfolar-nos vivos. Então aí não há nada mais assustador do que uma criança. Uma criança com sede de sangue e demoníaca é tão perturbador que o cinema de terror até tem um subgénero específico […]

| CRÍTICAS | Até Que o Porno Nos Separe

Todos nós conhecemos, por um motivo ou outro, o nome de alguns actores pornográficos. Ou porque vimos Orgazmo e ficámos a saber quem era o Ron Jeremy; ou porque acompanhámos nos jornais a polémica com a Traci Lords e a sua menoridade; ou, simplesmente, por causa de um trabalho para a escola. No entanto, nunca […]

| CRÍTICAS | The Unicorn

Jello Biafra, o icónico vocalista punk dos Dead Kennedys, disse certa vez sobre The Unicorn: é música saloia [tradução minha para hillbilly] lunática feita na Quinta Dimensão. Para quem não sabe do que estamos a falar, The Unicorn é um disco lançado em 1974 pelo artista underground Peter Grudzien e considerado como o primeiro álbum country gay de sempre. […]

| CRÍTICAS | Over the Limit

Margarita Mamun tem 20 anos e está a treinar no duro para os Jogos Olímpicos do Brasil. Ela é uma das mais promissoras atletas de ginástica rítmica da actualidade, o que aumenta a fasquia e o grau de exigência. E, além disso, representa a Rússia, país que, como sabemos desde a Guerra Fria, encontra na […]

| FESTIVAIS | Cinema Bold começa hoje a trazer-nos filmes “arriscados”

O cinema Bold é uma marca da Alambique, criada para encaixar filmes “inovadores e arriscados”, que muitas vezes têm dificuldade em coexistir nas salas de cinema tradicionais. No fundo, é um selo de qualidade para filmes fora da caixa, que assim encontram uma forma coerente de chegar até nós, público português. Assim, todos os meses, […]