| CRÍTICAS | Crash

Em Crash (vou usar aqui o título original, para delícia do Edgar Ascensão), esse filme homónimo do clássico de David Cronenberg, Don Cheadle diz logo a abrir que em Los Angeles as pessoas não se tocam. Há sempre vidro ou metal entre elas. Eu sinto a necessidade desse contacto. E depois diz que é por […]

| CRÍTICAS | Cosmopolis

Depois de ter construído uma filmografia a explorar os limites do mal, especialmente quando projectados no corpo de outro eu, David Cronenberg começou a teorizar mais sobre este tema. E os seus últimos trabalhos têm vindo a aproximar-se cada vez mais e mais da palavra, num percurso que começou com Uma História De Violência. E […]