| CRÍTICAS | O Enfermeiro da Noite

Sempre existiu em Hollywood o fenómeno dos filmes duplicados, que de vez quando faz chega às salas, quase em simultâneo, dois filmes semelhantes sobre o mesmo tema. Vulcão e O Cume de Dante, Braveheart – O Desafio do Guerreiro e Rob Roy, Capote e Infame… a lista é imensa. No entanto, a Netflix, na sua […]

| CRÍTICAS | Os Olhos de Tammy Faye

Antes das plataformas de streaming terem criado quase um sub-género de documentários bizarros, um documentário chamado Marjoe – que, se fosse feito hoje, certamente que seria produzido pela Netflix e espremido em, pelo menos, quatro episódios de 50 minutos cada – antecipava esse estilo, convencendo inclusive a Academia nesse ano. Estávamos em 1972 e Marjoe […]

| CRÍTICAS | Jogo da Alta-Roda

A ficção televisiva tornou-se nos últimos anos terreno privilegiado para os criadores de Hollywood, fugindo à pré-formatação dos blockbusters da Disney (se bem que esta já começou também o processo de controle deste sector) e beneficiando do dinheiro fresco das plataformas de streaming. Nestas já duas décadas da nova ficção televisiva (quando é que alguém […]

| LISTAS | As 10 Melhores Séries de 2021 do Diogo Augusto

10º LugarMidnight Mass (Netflix) Mais uma vítima do síndrome de “muita-parra-e-pouca-uva” com muita promessa e bom aspecto, mas uma execução que deixa a desejar. Ainda assim, é entretenimento suficientemente bom para desligar o cérebro e passar o tempo. 9º Lugar You Don’t Know Me (BBC) História de amor, gangues e bairros sociais no Sul de […]

| CRÍTICAS | X-Men – Fénix Negra

Apesar de consumado o negócio que vai levar a Marvel a absorver (finalmente) os direitos dos X-Men para o seu universo cinematográfico, após anos a fio a desbaratar esse activo, a Fox decidiu mesmo assim fazer um último filme da série. Juntou o elenco do último X-Men – Apocalipse, trocou Bryan Singer por um estreante […]

| CRÍTICAS | Dos Homens sem Lei

O Lau é uma terreola no concelho de Palmela que, além de ser provavelmente uma das únicas localidades do país com um nome monossilábico, tem duas ruas (uma que sobe e outra que desce) e meia dúzia de habitantes. Se eu fosse realizador de cinema, o meu primeiro projecto seria um filme de caubóis passado […]

| CRÍTICAS | Coriolano

De quando em vez surge uma adaptação de uma peça de Shakespeare aos tempos modernos. Não é propriamente uma novidade e ninguém acha sequer estranho. Isto porque elas são, invariavelmente, intemporais e tanto se adaptam à época na qual foram escritas originalmente como nos dias de hoje. O que é uma das provas da genialidade […]