| CRÍTICAS | Hagazussa

A Bruxa, de Robert Eggers, veio-nos mostrar uma nova forma de fazer terror. Recuando aos pioneiros do Novo Mundo e mergulhando nas raízes pagãs da crença ocidental, Eggers fazia um dos filmes mais assustadores da década, apenas com luz natural e a perversão do Homem e da Natureza. Rapidamente A Bruxa ganhou seguidores e surgiram […]

| CRÍTICAS | Antebellum – A Escolhida

Uma das coisas que os grunhos que dizem coisas como agora é tudo racismo não aceitam é que se diga que o racismo é sistémico e que as desigualdades raciais que acontecem hoje em dia são resultado de séculos de escravatura. Não, a ideia não é que todos os brancos se auto-flagelem com uma chibatinha […]

| CRÍTICAS | Sputnik

Quando se fala em ficção-científica russa continua-se a falar praticamente em exclusivo de Tarkovski, graças a Solaris e a Stalker. Agora, meio século depois, o debutantes Egor Abramenko está aí para reclamar esse (pesado) legado com Sputnik. Sputnik passa-se durante o período soviético e a corrida ao espaço. Dois astronautas russos, ao regressarem à Terra, […]

| CRÍTICAS | Pelican Blood

Não há nada melhor no mundo do que as crianças. Pelo menos, até elas terem o demo dentro delas e quererem esfolar-nos vivos. Então aí não há nada mais assustador do que uma criança. Uma criança com sede de sangue e demoníaca é tão perturbador que o cinema de terror até tem um subgénero específico […]

| FESTIVAIS | O Motelx salva 2020

E, de repente, 2020 está salvo!Podem vir os vírus, as vespas assassinas, as explosões gigantes e a extrema-direita. Podem mandar ainda asteróides embater na Terra, invasões alienígenas e o Godzilla. Nada mais interessa. Em Setembro temos a 14ª edição do Motelx – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa e não precisamos de mais […]

| LISTA | Os 5 Melhores Filmes de 2018 da Daniela Love (e mais alguns)

A Daniela Love esteve, no ano passado, envolvida em alguns dos mais relevantes momentos da cinematografia nacional. Foi a protagonista de A Floresta das Almas Perdidas, filme de terror português com estreia comercial em sala e tudo; esteve no Ramiro, o último do Manuel Mozos (vénias); e fez a curta do Pedro Augusto Almeida que […]

| CRÍTICAS | Murder Me, Monster

Uma das principais forças do cinema de David Lynch é a de estender uma capa de normalidade, atrás da qual estende a sua galeria de coisas grotescas e surreais. Por isso, quando depois nos atira um anão a falar ao contrário e outras esquisitices, o impacto é duplicado ou triplicado. É assim nos seus melhores […]

| CRÍTICAS | Aparelho Voador a Baixa Altitude

Sempre que estreia um filme português com elementos fantásticos lá vem logo o carimbo de primeiro filme português de ficção-científica (lembram-se quando estreou o Contraluz?). Mas o que é certo é que raramente se recorda Aparelho Voador a Baixa Altitude. Pode não ser o primeiro filme de ficção-científica nacional, mas Solveig Nordlund é a realizadora que mais vezes adaptou […]