| CRÍTICAS | Drácula de Bram Stocker

Desde que os vampiros começaram a usar penteados emo e passaram a ser atormentados pela música dos My Bloody Valentine que o tema deixou de ter interesse. O último bastião de dignidade e bom-senso dessas infames criaturas mortas-viva continua a ser, portanto, a adaptação livre de Drácula De Bram Stoker, o responsável pelo desenvolvimento moderno desse […]

| CRÍTICAS | The Devil and Daniel Johnston – Loucuras de um Génio

Dizem que todos os artistas são loucos. De certa forma, os bons artistas têm de o ser, para conseguirem alhear-se do público e do mundo circundante, de forma a serem totalmente puros e originais. Mas será essa loucura um termo literal? É sabido que grandes artistas como Van Gogh ou Beetohven tinham distúrbios mentais, mas […]

| CRÍTICAS | Os Mortos Não Morrem

E, de repente, estamos em 2019 e Jim Jarmusch transforma-se num fenómeno de massas. Para isso bastou fazer um filme de zombies com actores relativamente familiares (Bill Murray e Adam Driver, se bem que o elenco é todo ele uma constelação de estrelas) e o Tom Waits e Iggy Pop. O cinema é mesmo um […]

| CRÍTICAS | A Balada de Buster Scruggs

E eis que a Netflix afiambra o dente em mais um peso pesado de Hollywood. Deste vez foram os irmãos Coen, que, com A Balada de Buster Scruggs, filmam pela primeira vez em digital. O filme é uma antologia de contos ambientados no Velho Oeste, utilizando um género a que os manos não são propriamente […]

| CRÍTICAS | Wristcutters: A Love Story

Segundo A Divina Comédia, de Dante, o inferno é um espaço constituído por nove círculos, estando o sexto reservado a, entre outros, quem se suicidou. Segundo a descrição do poeta italiano, que viajou pelo inferno e pelo purgatório até ao paraíso, os violentos contra si mesmos são transformados em árvores como castigo. Ou seja, o inferno […]