| CRÍTICAS | Salve Satanás?

Mais do que Anton Lavay, o criador da igreja Satânica, é o cinema o grande responsável pela imagem criada que todos temos associada ao satanismo e aos adoradores do Diabo. Afinal, são praticamente 100 anos de cinema de terror a perpetuar uma ideia assustadora, cruel e imoral desse crença.

E eis que surge o Templo Satânico para, em cerca de hora e meia (o tempo que demora o documentário Salve Satanás? – e este ponto de interrogação do título é a chave para desmontar todo o filme), estilhaçar por completo a imagem feita que temos do satanismo. E se vos disser que o Templo Satânico é uma religião ateísta, pacifista e humanista? Parece um paradoxo, mas quando entendemos a sua mensagem torna-se impossível não passarmos automaticamente a simpatizar com eles. Onde é que assino mesmo para me afiliar?

No fundo, o que o Templo Satânico pretende é a separação de poderes entre o Estado e a igreja, num país laico segundo a Constituição. Não é muito diferente do que pretendia Madalyn Murray O’Hair e a sua associação de ateístas e, por isso, Salve Satanás? e A Mulher Mais Odiada da América são filmes aparentados. A diferença é que estes satânicos são mais subversivos e artivistas do que os ateístas.

No fundo no fundo está tudo bem com a liberdade religiosa até ao momento em que alguém quer erguer uma estátua de Nosso Senhor Behemot no topo das escadas do capitólio. O Templo Satânico coloca um pauzinho na engrenagem da sistema e Salve Satanás? não só documenta este processo desde o início, como procura mostrar o quão perverso é esse mundo institucional em que poder executivo e religião mantêm uma relação promíscua.

Salve Satanás? fa-lo através das habituais cabeças falantes e de um acompanhamento muito próximo, quase jornalístico, das actividades dessa relativamente recente igreja satânica. Patina um bocadinho ali ao início (quem é mesmo aquele tipo que nunca mostra a cara e quais são as suas reais intenções?), mas, no final, passa com sucesso a mensagem e faz-nos pensar. Que mais podemos querer de um McRoyal Deluxe? Ah, talvez um pouquinho de molho, se faz favor.

Título: Hail Satan?
Realizador: Penny Lane
Ano: 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *