| CRÍTICAS | Até Que o Porno Nos Separe

Todos nós conhecemos, por um motivo ou outro, o nome de alguns actores pornográficos. Ou porque vimos Orgazmo e ficámos a saber quem era o Ron Jeremy; ou porque acompanhámos nos jornais a polémica com a Traci Lords e a sua menoridade; ou, simplesmente, por causa de um trabalho para a escola. No entanto, nunca […]

| CRÍTICAS | The Unicorn

Jello Biafra, o icónico vocalista punk dos Dead Kennedys, disse certa vez sobre The Unicorn: é música saloia [tradução minha para hillbilly] lunática feita na Quinta Dimensão. Para quem não sabe do que estamos a falar, The Unicorn é um disco lançado em 1974 pelo artista underground Peter Grudzien e considerado como o primeiro álbum country gay de sempre. […]

| CRÍTICAS | Over the Limit

Margarita Mamun tem 20 anos e está a treinar no duro para os Jogos Olímpicos do Brasil. Ela é uma das mais promissoras atletas de ginástica rítmica da actualidade, o que aumenta a fasquia e o grau de exigência. E, além disso, representa a Rússia, país que, como sabemos desde a Guerra Fria, encontra na […]

| FESTIVAIS | Cinema Bold começa hoje a trazer-nos filmes “arriscados”

O cinema Bold é uma marca da Alambique, criada para encaixar filmes “inovadores e arriscados”, que muitas vezes têm dificuldade em coexistir nas salas de cinema tradicionais. No fundo, é um selo de qualidade para filmes fora da caixa, que assim encontram uma forma coerente de chegar até nós, público português. Assim, todos os meses, […]

| CRÍTICAS | Murder Me, Monster

Uma das principais forças do cinema de David Lynch é a de estender uma capa de normalidade, atrás da qual estende a sua galeria de coisas grotescas e surreais. Por isso, quando depois nos atira um anão a falar ao contrário e outras esquisitices, o impacto é duplicado ou triplicado. É assim nos seus melhores […]

| CRÍTICAS | Aparelho Voador a Baixa Altitude

Sempre que estreia um filme português com elementos fantásticos lá vem logo o carimbo de primeiro filme português de ficção-científica (lembram-se quando estreou o Contraluz?). Mas o que é certo é que raramente se recorda Aparelho Voador a Baixa Altitude. Pode não ser o primeiro filme de ficção-científica nacional, mas Solveig Nordlund é a realizadora que mais vezes adaptou […]

| CRÍTICAS | A Filha

Solveig Nordlund sempre foi uma espécie de OVNI a trabalhar no cinema português, por se dedicar a géneros e temas pouco abordados nos nossos filmes: a ficção-científica e o thriller psicológico, assim como outras variantes do cinema fantástico. Agora que foi homenageada no MotelX deste ano, talvez seja altura de se tornar numa espécie de […]