| CRÍTICAS | Joker

Há muito tempo que não aparecia um filme tão consensual quanto Joker, coleccionando a aclamação do público e da crítica. E, mais inesperado ainda, foi ver de onde chegou: da DC e dos filmes de super-heróis, um universo que ainda há poucos dias esteve sob ataque por parte de autores como Martin Scorsese ou Francis […]

| CRÍTICAS | O Nome do Medo

O Nome do Medo foi feito em 2015 e foi imediatamente arrecadado no fundo de uma gaveta bem funda, porque rapidamente deu para ver que não tinha ponta por onde se pegasse. Mas, ironia do destino, apenas dois anos depois, um meme dá origem ao Slender Man, o primeiro “grande mito da net”. E como […]

| CRÍTICAS | Adeus, Lenine!

O êxito de Adeus, Lenine! trouxe-o de volta às salas de cinema, por ocasião dos 30 anos da queda do Muro de Berlim. Fácil de entender a relação. O filme de Wolfgang Becker conta a história de Alex Kerner (Daniel Brühl), um jovem nascido na Alemanha socialista de Lenine, do lado oriental do muro. A […]

| CRÍTICAS | Nós

Foi de forma um pouco inesperada e surpreendente que Foge aterrou com impacto em Hollywood. Não por ser um mau filme (não o é, apesar de um último acto desequilibrado), mas por ser um filme de género, que normalmente são mais dados a nichos do que às massas. Obviamente que houve a conjuntura social, com […]

| CRÍTICAS | V de Vingança

Alan Moore é o Maradona da banda-desenhada. E a graphic novel V For Vendetta é a sua obra prima, a sua Mão de Deus. No entanto, quando surgiu a notícia que iria ser finalmente adaptada ao cinema, temeu-se o pior. Por duas razões: a primeira, porque apesar das obras de Alan Moore apelarem bastante ao grande ecrã, […]