| CRÍTICAS | Força Destruidora

Jean-Claude Van Damme fez toda uma carreira à conta de repetir o mesmo filme. Na música isso até não é propriamente mau (alguém mencionou os Ramones ou os Cramps?), mas no cinema a coisa já não é assim tão simples. A fórmula dos filmes de Van Damme é, portanto, sempre a mesma e é assim: […]

| CRÍTICAS | Gravidade

Se houve coisa que aprendemos com Alien – O Oitavo Passageiro foi que, no espaço, ninguém nos ouve gritar. Gravidade explora isso ao máximo, isolando dois (um?) astronautas no espaço, sem contacto com Houston, apenas entregues a si próprios na derradeira demanda de sobreviverem num ambiente sem som, mas também sem gravidade e, acima de tudo, sem rede. Os […]

| ESPECIAL | Parque Jurássico

PARQUE JURÁSSICO Em 1993, Steven Spielberg voltou ao domínio dos filmes de monstros, duas décadas depois de um certo tubarão branco o ter catapultado para o estrelato. No entanto, desta vez o monstro foi ainda mais impressionante. E o uau ainda mais longo, com o recurso a um CGI que, pela primeira vez, não parecia […]

| CRÍTICAS | Máximo Risco

Jean-Claude Van Damme parece que tem passado toda a sua carreira a fazer o mesmo filme. Máximo Risco é apenas mais uma das milhentas variações desse exemplo, ao reciclar a premissa de um dos seus melhores filmes: Duplo Impacto. Ou seja, Máximo Risco é mais um filme em que o Van Damme descobre que tem […]

| CRÍTICAS | Cabaret Maxime

O Maxime, o saudoso cabaret da Praça da Alegria (do qual o realizador Bruno de Almeida chegou a ser sócio antes de encerrar portas), era um espaço que tinha uma atmosfera muito especial a um tempo de outrora. Mais ou menos como o Cais de Sodré, mas o de antes, do tempos dos marinheiros e […]

| CRÍTICAS | Gilda

Gilda, realizado por Charles Vidor em pleno código Hays, deve ter sido uma dor de cabeça para os censores. Com tanta tensão sexual acumulada, diálogos picantes nas entrelinhas e sugestões subversivas de sexo de todas as formas e feitios (e já nem me refiro à tensão homossexual entre os protagonistas masculinos, já que esta é […]

| CRÍTICAS | Efeitos Secundários

Steven Soderbergh, mui prolífero realizador que tem tudo para vir a ser “reavaliado” por uma nova geração de cinéfilos snobs num futuro mais ou menos próximo, anunciou o adeus aos relvados em 2013, promessa que tem mantido até há data. O filme que marcou o pendurar das chuteiras foi Efeitos Secundários, trabalho à semelhança do […]