| CRÍTICAS | A Minha Vida de Courgette

O cinema de animação continua a ser controlado e dominado pelo binómio Pixar/Disney, mas se estivermos com atenção, vamos encontrando nos períodos mortos entre os lançamentos outros filmes que merecem a nossa atenção. Por vezes, até merecem mais do que certos e determinados títulos… Curiosamente, no ano passado, 0s melhores desses desenhos-animados acabaram nomeados ao […]

| CRÍTICAS | Alien: Covenant

Em Alien: Covenant, Ridley Scott regressa ao subtítulo Alien dez anos depois de… Alien vs Predador 2, uma vez que, em Prometheus, o realizador tentou romper com a mitologia original do xenomorfo. No entanto, este filme tem muito mais a ver com uma sequela de Prometheus do que como uma prequela de Alien – O Oitavo Passageiro, […]

| CRÍTICAS | Brazil – O Outro Lado do Sonho

Para os fãs dos Monty Python (uma vénia encarpada com saída à rectaguarda), pode parecer estranho que Terry Gilliam faça filmes normais (leia-se que não sejam comédias). Contudo, não é muito difícil compreender, basta apenas ver os pouco convencionais Brazil – O Outro Lado Do Sonho e A Fantástica Aventura Do Barão para encontrar que o […]

| CRÍTICAS | Descarrilada

Judd Apatow estebeleceu-se como um dos mais interessantes nomes da comédia da actualidade em Hollywood com um tipo de filmes que são uma espécie de chick flicks para gajos. Filmes como Virgem aos 40 Anos ou Um Azar do Caraças são o equivalente das comédias românticas, mas direccionadas para o homem comum, falando dos mesmos temas (amor, […]

| CRÍTICAS | Milagre de Fátima

Existem três filmes sobre o milagre de Fátima – a aparição da Virgem Maria a três pastorinhos sobre uma oliveira, na Cova da Iria, em 1917 – e todos de nacionalidade diferentes. Este, americano, datado de 1952; um espanhol, feito em 1946; e um português, Fátima, realizado em 1997. E não é que, curiosamente, o […]

| CRÍTICAS | Os Passageiros do Tempo

Existem filmes que, inexplicavelmente, caiem no esquecimento geral sem se perceber muito bem porquê. Os Passageiros do Tempo é um desses exemplos. Independentemente de ser bom ou mau, um filme que tem o Malcom McDowell a fazer de HG Wells, que viaja até à actualidade para capturar o Jack, o Estripador(!) que lhe roubou a […]