| CRÍTICAS | O Preço de 5 Jogadores

five_card_stud_xxlg

O poker, assim como todo o universo dos jogos de azar, faz parte do imaginário do Velho Oeste. Um bando de caubóis a jogar à batota na mesa de um saloon é uma imagem que facilmente convocamos quando pensamos em westerns. No entanto, se pensarmos bem, não existem muitos filmes sobre esse tema, fora as excepções que confirmam a regra. E aquela que nos chega mais depressa até é a de um western fora de época: Maverick.

O Preço de 5 Jogadores é, portanto, um filme de caubóis diferente logo à partida, já que parte de uma partida de poker para lançar a sua premissa. Na mesa de um saloon, uma partida ilegal de cartas termina com o enforcamento de um dos jogadores que estava a fazer batota, apesar de Dean Martin ainda tentar impedir a coisa. A partir daí, os intervenientes desse linchamento começam a ser assassinados um a um, sempre asfixiados de forma diferente, qual slasher no Velho Oeste.

O Preço de 5 Jogadores é assim um pouco habitual western de mistério, que assume a mecânica tradicional do whoddunit. É certo que não está limitado ao espaço físico de quatro paredes, mas o facto de ter havido um número fixo de testemunhas naquela partida de poker faz com que as suspeitas do verdadeiro assassino estejam restringidas a cinco nomes. No entanto, como foi tudo ilegal e ninguém sabe porque estão a acontecer aquelas mortes, instala-se o medo e a paranóia na cidade, vindo ao de cima outra temática bem actual: o que fazer para impedir mais assassinatos? Toda a gente passar a andar armada ou toda a gente deixar as armas em casa? O recém-eleito presidente norte-americano Donald Trump teria uma palavra bem clara a dizer sobre o assunto.

fivecardstudgrp3

Neste cenário de filme de mistério, em que Dean Martin tem ainda tempo para assumir o seu habitual papel de galã – deixando a cantoria apenas para os genéricos -, com espaço para os diálogos mais sexualmente subversivos da história do western, é Robert Mitchum que vem trazer o factor uau ao filme, no papel de um reverendo pistoleiro reminiscente de A Sombra do Caçador (mas sem tatuagens). A cena do tiroteio em que Mitchum aparece no meio da estrada, a caminhar muito cool, enquanto Martin rebola pelo chão e agarra-se a cavalos em fuga, é uma das mais estilosas dos filmes de caubóis americanos.

Henry Hathaway foi um dos mais prolíferos realizadores de westerns, mas nunca fez nada tão descontraído quanto O Preço de 5 Jogadores. Dean Martin também não levou a coisa muito a sério, segundo rezam as histórias, o que também contribuiu para que este seja um dos mais entretidos westerns de Hollywood. Um filme de cubóis para quem até não gosta de filmes de caubóis e um McBacon para repartir com Mitchum por todo o seu estilo.mcbaconTítulo: 5 Card Stud
Realizador: Henry Hathaway
Ano: 1968

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *