| CRÍTICAS | A Criada

Chan-Wook Park foi um dos principais responsáveis pelo boom do cinema sul-coreano que atingiu as salas de cinema no início deste século, graças aquele filmaralhão que é Oldboy -Velho Amigo (e que dava novos significados a um martelo de orelhas) e que Quentin Tarantino fartou-se de elogiar na altura. Agora, depois de uma experiência menos feliz em terras de Tio Sam (olá Stoker), Park está de volta à sua Coreia do Sul, onde assina A Criada.

Ambientado na Coreia ocupada pelo Japão no início do século passado, A Criada é um filme de grande fôlego (são quase duas horas e meia) que acompanha a história de uma criada, Sook-Hee (Tae-Ri Kim), recém-contratada para aia pessoal da estranha mulher (Min-Hee Kim) de um ricaço ainda mais estranho. No entanto, a demanda traz água no bico. É que Sook-Hee leva uma missão escondida: a de fazer a ricaça apaixonar-se por um trapaceiro que quer ficar com a sua fortuna.

No entanto, a história de A Criada não é tão simples quanto parece. É antes uma sequência de bonecas russas, que Chan-Wook Park se diverte a desmontar quando menos se espera, voltando atrás cronologicamente para contar a mesma história, mas sobre perspectivas diferentes. No entanto, ao mesmo tempo que nos revela uma cambalhota na história, Park muda também o estilo do filme, como se a cada twist correspondesse um filme quase diferente.

Isso faz com que A Criada seja várias coisas ao mesmo tempo. Começa por percorrer os códigos do género do filme paranormal oriental, demora-se pelo filme de mistério e suspense e ameaça várias vezes abraçar o épico familiar que Hollywood fez tantas e tão boas vezes (alguém mencionou O Gigante?). Menos previsível é quando se transforma num erótico-friendly cheio de shunga – a arte erótica nipónica, onde nem falta a referência ao icónico Sonho da Mulher do Pescador -, que tanto remete para clássicos do género como O Império dos Sentidos como para as longas cenas lésbicas de A Vida de Adèle. Sabemos que a cultura oriental gosta destas esquizofrenias, mas A Criada ressente-se de tanta guinagem e, às tantas, já não sabemos se o McBacon sabe a carne ou a peixe. http://www.imdb.com/title/tt2278871

Título: Ah-Ga-Ssi
Realizador: Chan-Wook Park
Ano: 2016

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *