| CRÍTICAS | Ricki e os Flash

Jonathan Demme sempre foi um tipo do rock. Além dos vários telediscos que assinou ao longo da sua carreira, é ele o autor desse monumento dos rockumentários que é Stop Making Sense. Por sua vez, Meryl Streep também já nos tinha mostrado os seus dotes de cantoria, primeiro em Mamma Mia! e agora, mais recentemente, em Florence Foster Jenkins. Por isso, um filme como Ricki e os Flash só apanhou de surpresa os mais distraídos.

Ricki e os Flash é a história de Ricki (Meryl Streep), uma rocker de meia idade que continua a viver o sonho da música, apesar da sua carreira se limitar ao circuito de bares do lugarejo onde vive. Quando o seu ex-marido, o empresário bem estabelecido na vida interpretado por Kevin Kline, lhe liga a pedir auxílio com a filha de ambos (Mamie Gummer, a própria filha de Streep na vida real), caída em depressão, Ricki vai embarcar numa viagem – tanto física quanto simbólica – que vai servir para se redescobrir e fazer as pazes consigo e com os seus.

Vemos Ricki e os Flash e lembramo-nos, inevitavelmente, de Este é o Meu Lugar. Mas enquanto Sean Penn é todo gótico e new wave, Meryl Streep é hard-rock e americana até à ponta dos cabelos. Jonathan Demme também não é tão introspectivo quanto Paolo Sorrentino e, portanto, Ricki e os Flash é mais literal e terra a terra, herdeiro de um cinema de matriz clássica muito norte-americano.

Com um Kevin Kline sempre impecável e Meryl Streep a surpreender como normalmente faz (vemos aqui e ali uns ecos da decadência de Keith Richards, sempre ele), o filme apoia-se ainda na música, que mais do que ilustrativa, é ela própria um instrumento narrativo. E no final, naquele momento-catarse ao som de Bruce Springsteen (e lembrando-nos também do final de Uma Família à Beira de um Ataque de Nervos), Ricki e os Flash ganha uma outra dimensão, com Streep a deslumbrar no palco (e com a benção do todo-poderoso Neil Young, que a ensinou a tocar guitarra). Um McRoyal Deluxe que, sabe-se agora, encerrou a filmografia de Demme numa espécie de súmula do que foi a sua carreira.

Título: Ricki and the Flash
Realizador: Jonathan Demme
Ano: 2015

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *