| CRÍTICAS | The Void

O cenário de The Void é um hospital praticamente abandonado. Um incêndio recente deixou-o praticamente inoperável e agora tem apenas em funcionamento os serviços mínimos, enquanto os responsáveis não terminam as mudanças para as instalações mais perto. E é nesse hospital a meio gás – onde está de serviço apenas um médico, duas enfermeiras e uma estagiária – que o polícia A vai levar um tipo que encontrou todo amassado na floresta, a fugir de um culto, para ser observado.

The Void é um thriller em crescendo, que vai juntando lentamente naquele hospital decrépito as peças do seu puzzle. Há ainda um tipo internado e uma grávida acompanhada pelo avô que complementam aquele grupo de pessoas, que vai formar o herói colectivo do filme. Até que, de repente, uma série de encapuzados que parecem o Ku Kux Klan (ou o mago de A Montanha Sagrada, de Alejandro Jodorowsky) cercam o hospital. De repente, o thriller transforma-se num filme de casa sitiada.

Estamos então a mudar de posição na cadeira, à espera que comece o assalto ao hospital, qual Assalto à 13ª Esquadra, quando o impensável acontece. É que os realizadores, Jeremy Gillespie e Steven Kostanski (este segundo tem um filme na sua filmografia que se chama Manborg(!) e que, de repente, eu passei a querer muito ver), atiram o argumento às urtigas e a partir daí vale tudo. E dentro desse tudo não há muita coisa a fazer sentido.

Quando digo tudo, é mesmo tudo: vão haver alucinações, dimensões alternativas, monstros disformes, cientistas loucos, cosmologia e gore, muito gore. Há ainda demasiados subplots que nunca são devidamente explorados, um ou outro plot hole e nada, absolutamente nada, nos é explicado. Ah, e já vos falei do festim gore? Depois de uma primeira metade bem construída, com suspense e um build-up suficiente para nos manter interessados, não dá para perceber o que se passou em The Void. E aquele epílogo numa outra dimensão, com pirâmides e símbolos maçónicos por todo o lado, acho que nem a Jodorowsky agradaria. Nem sequer sei como é que esta prosa ainda termina com um Happy Meal, estou demasiado confuso.

Título: The Void
Realizador: Jeremy Gillespie & Steven Kostanski
Ano: 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *