| CRÍTICAS | Cabaret Maxime

O Maxime, o saudoso cabaret da Praça da Alegria (do qual o realizador Bruno de Almeida chegou a ser sócio antes de encerrar portas), era um espaço que tinha uma atmosfera muito especial a um tempo de outrora. Mais ou menos como o Cais de Sodré, mas o de antes, do tempos dos marinheiros e […]

| CRÍTICAS | Jogo de Damas

Aqui há uns anos, o cinema português já se tinha enamorado por Os Amigos de Alex (olá Um Funeral à Chuva). Afinal de contas, é fácil gostarmos do clássico de Lawrence Kasdan, porque é inevitável identificar-nos com ele. Já toda a gente teve, pelo menos uma vez na vida, um momento em que parou e […]