| CRÍTICAS | Terror na Auto-Estrada

A minha avó sempre me avisou para não dar boleia a estranhos. Normalmente, dizia ela, quem anda de dedo espetado à beira da estrada quer é levar-nos para um sítio escuro e violar-nos no rabo. Eu sempre segui escrupulosamente esse conselho, mas C. Thomas “Punyboy” Howell aprendeu-o da pior forma, ao dar boleia a um […]

| CRÍTICAS | Blade Runner – Perigo Iminente

Confesso que hesitei duas ou três vezes antes de escrever estas linhas. Aliás, hesito sempre antes de escrever sobre os meus filmes favoritos. Não é por recear não conseguir fazer justiça ao filme, mas antes por temer não conseguir transmitir a quem lê um pouco do meu entusiasmo. Como já devem ter percebido, Blade Runner […]

| CRÍTICAS | Valerian e a Cidade dos Mil Planetas

Aqui há não muito tempo atrás, o simples anúncio de uma adaptação da banda-desenhada franco-belga Valerian por parte de Luc Besson seria o suficiente para muito boa gente soltar uma pinguinha. Contudo, tendo em conta a filmografia recente do realizador francês (mas que raio foi aquilo do Lucy? ela transforma-se numa pen drive no final!!), isso […]

| CRÍTICAS | Black Butterflies

Quando a 24 de Maio de 1994 Nelson Mandela discursou na abertura da sessão do primeiro parlamento sul-africano democraticamente eleito, leu um poema de Ingrid Joncker, intitulado Die kind (wat doodgeskiet is deur soldate by Nyanga). De uma assentada, era o legitimar de uma série de coisas na nova África do Sul: da democracia, da […]