| CRÍTICAS | 1917

O plano-sequência é uma das mais bonitas técnicas do cinema. Estes planos longos, sem cortes, quando bem feitos transportam logo o filme para novos níveis de galvanização. Quem não se lembra do travelling incrível da abertura de A Sede do Mal, todos os primeiros 15 minutos do uber-kitsch Os Olhos da Serpente ou a fuga […]

| CRÍTICAS | Quando Viste o Teu Pai Pela Última Vez

É uma lei da vida: quando somos pequenos, criamos no nosso consciente uma imagem heróica do nosso pai, o qual veneramos e admiramos como um qualquer super-herói invencível. Depois crescemos e começamos a acha-lo insuportável, sempre a melgar-nos a cabeça, primeiro por não prestarmos atenção à escola, depois por não termos prestado atenção suficiente à […]

| CRÍTICAS | Especial Mamma Mia!

Mamma Mia! foi o filme mais visto do ano da graça do Senhor de 2008. Não ganhou nenhum Oscar nem nenhum crítico (com boa ou má vontade) o elogiou, mas, no entanto, toda a gente o viu, quer de livre vontade quer obrigado e quer tenham vergonha de o admitir ou não. Eu não tenho vergonha […]

| CRÍTICAS | Um Editor de Génios

Por trás de um grande escritor está sempre uma grande mulher, já diz a sabedoria popular. Ou um grande editor. Max Perkins foi um desses homens que, normalmente, ficam na sombra da história, contribuindo para a edição dos grandes clássicos da literatura na forma final como nos chega às mãos. Se eles contribuem para melhorar […]