| CRÍTICAS | Clímax

Gaspar Noé tem discutido com Lars Von Trier, taco a taco, o galardão de enfant terrible da cinematografia actual. No entanto, o francês é um provocador bem diferente do dinamarquês, se bem que encontramos influências de Von Trier em Noé, mas não tanto o oposto. Especialmente desde Enter the Void – Viagem Alucinante que os […]

| CRÍTICAS | A Árvore da Discórdia

O conflito entre vizinhos é um dispositivo narrativo clássico, que tem sido explorado desde os contos do Tchekhov até aquela curta magistral do Norman McLaren, intitulada precisamente Neighhbours. Até os Rolling Stones cantaram sobre o tema. Por isso, A Árvore da Discórdia não vem propriamente inventar a roda. Mas vem dar-nos a sua variação muito […]

| CRÍTICAS | O Interminável

Por alguma razão, as seitas e os cultos propagam-se nos Estados Unidos como cogumelos. Existem os casos mais conhecidos da Família, de Charles Manson, ou de Jonestown, mas basta dar uma vista de olhos pela secção de documentários do Netflix para descobrir uns quantos títulos desconcertantes (olá Wild Wild Country, olá Holly Hell). Por isso, […]

| CRÍTICAS | Thelma

Já ouviram aquela da rapariga/rapaz que era muito reprimida/o por causa da religião e depois apaixona-se por um(a) outra/o rapariga/rapaz que é danada/o para a tentação e depois vai-se a ver e a/o inocente não é assim tão inocente? Eu já. Várias vezes. E agora, com Thelma, mais uma. Thelma é mais um filme que […]

| FESTIVAIS | Cinema Bold começa hoje a trazer-nos filmes “arriscados”

O cinema Bold é uma marca da Alambique, criada para encaixar filmes “inovadores e arriscados”, que muitas vezes têm dificuldade em coexistir nas salas de cinema tradicionais. No fundo, é um selo de qualidade para filmes fora da caixa, que assim encontram uma forma coerente de chegar até nós, público português. Assim, todos os meses, […]