| CRÍTICAS | Piercing

Nicolas Pesce deu-se a conhecer em Portugal com um pequeno filme de terror chamado Os Olhos da Minha Mãe, que apesar de ser interessante, acabou por ter mais imprensa por cá pelo facto de ter uma actriz portuguesa como protagonista. Entretanto, acaba de ganhar maior visibilidade comercial com o milésimo remake/sequela/whatever de The Grudge (a […]

| CRÍTICAS | Sempre o Diabo

O sul dos Estados Unidos sempre foi muito temente a Deus, até pelas enormes privações que tradicionalmente sempre enfrentou. Mas agora, em Sempre o Diabo, o realizador Antonio Campos parece querer dizer hei, plot twist, estão preparados? Tudo isso foi sempre obra do Diabo e das suas malvadas tentações. Campos chega assim ao Netflix com […]

| CRÍTICAS | Stoker

No início deste século, o cinema sul-coreano andava nas palminhas do mundo, fascinados com uma nova vaga que varria o país. Nessa altura, o ponta-de-lança titular indiscutível dessa equipa era Chan-wook Park, graças a Oldboy – Velho Amigo e ao brilharete em Cannes, patrocinado por Quentin Tarantino. Adivinhava-se o salto para Hollywood, mas apesar de […]

| CRÍTICAS | Dos Homens sem Lei

O Lau é uma terreola no concelho de Palmela que, além de ser provavelmente uma das únicas localidades do país com um nome monossilábico, tem duas ruas (uma que sobe e outra que desce) e meia dúzia de habitantes. Se eu fosse realizador de cinema, o meu primeiro projecto seria um filme de caubóis passado […]

| CRÍTICAS | Apenas os Amantes Sobrevivem

Devíamos acarinhas mais Jim Jarmusch. Um dia vamos acordar de manhã e ele já não vai cá estar. E depois só aí é que lhe vamos sentir verdadeiramente a falta, culpando-nos por não lhe termos dado mais valor. Por isso, sempre que estreia um filme novo seu, isso devia ser um evento com mais pompa […]