| CRÍTICAS | The Order – Cruzada Final

E aquela vez que Jean-Claude Van Damme fez de Indiana Jones dos pobres e foi a Israel procurar uns artefactos arqueológicos quaisquer? Pois, a verdade é que pouca gente se lembra que The Order – Cruzada Final existe. E quem os pode censurar por isso tendo em conta o gabarito desta xungaria? Apesar de ser […]

| CRÍTICAS | Rendição Incondicional

Durante um considerável período de tempo da minha juventude, Rendição Incondicional foi, de longe, o melhor filme de sempre. Porque tinha o Van Damme em modo mauzão, quando estávamos habituados a vê-lo como o mocinho que salva o dia; e porque tinha o Bruce Lee a regressar do mundo dos mortos para treinar, física e […]

| CRÍTICAS | Knock Off – Embate

Parece que há um fenómeno geral de esquecimento de que Knock Off – Embate, o filme que Van Damme fez em Hong Kong, existe. Talvez porque esse é um dos seus poucos (único?) títulos que não encaixa no molde alguém lhe mata/rapta/magoa um familiar/amigo/vizinho and it’s payback time. Hark Tsui é um prolífero realizador da cena […]

| CRÍTICAS | O Legionário

No seu período áureo, Jean-Claude Van Damme realizou oito filmes em seis anos(!), numa sequência de luxo para os amantes do cinema xunga que começa com Força Destruidora e termina com Máquinas de Guerra Todos eles têm praticamente a mesma história e estamos fartos de a apontar sempre que falamos de um filme de Van […]

| CRÍTICAS | Vingança Balcânica

Nesta fase da carreira no straight-to-video, Jean-Claude Van Damme continua a sua eurotrip. Depois da temporada passada ali na zona da Roménia, Moldávia e Bulgária, o belga muda-se para a antiga Jugoslávia, no seu mais recente título, Vingança Balcânica (se bem que o título original é um bem mais generalista Kill’em All). O curioso é […]

| CRÍTICAS | Duplo Impacto

No pico da sua carreira, Jean-Claude Van Damme decidiu dar uma de Sofia Alves e fazer um filme em que interpretava gémeos. Na sua cabeça era o plano perfeito: os orçamentos das produções que ia fazendo eram cada vez maiores, permitindo valores de produção cada vez mais elevados; e com este gimmick o belga podia […]

| CRÍTICAS | Em Busca da Cidade Perdida

A carreira de Jean-Claude Van Damme foi feita sempre com variações da mesma história, a saber: Van Damme é [inserir ocupação mais ou menos aleatória], alguém mata/deixa incapacitado [escolher a opção que melhor se adequa] um parente/amigo [novamente escolher a opção certa] e Van Damme vai vingar-se. Por isso, talvez cansado de estar a fazer […]

| CRÍTICAS | Sem Escape – Vencer ou Morrer

Sem Escape – Vencer ou Morrer foi o filme que iniciou o fim da carreira de Jean-Claude Van Damme (ou, pelo menos, até ver). Foi a partir daqui que os seus filmes perderam aquele charme xunga dos anos 80 e tornaram-se numas cópias generalistas umas das outras do enésimo filme de acção de série B […]

| CRÍTICAS | Timecop – Patrulha do Tempo

Todos nós tirámos um doutoramento em viagens no tempo graças ao cinema. Com o Exterminador Implacável 2 aprendemos o paradoxo da predestinação, com o Regresso ao Futuro ficámos a saber tudo sobre linhas temporais e o que acontece se as alterarmos… E com Timecop – Patrulha do Tempo revisitámos a matéria dada, ao mesmo tempo […]

| CRÍTICAS | Aliança Mortal

Um dia vamos ter que começar a analisar os filmes de Jean-Claude Van Damme a partir das suas opções capilares, como já fazemos com Nicolas Cage. E nesse dia, Aliança Mortal vai ganhar um lugar de destaque na filmografia do belga. É que o único penteado que conseguirá rivalizar com estes caracóis selvagens e acenourados […]