| CRÍTICAS | Sem Escape – Vencer ou Morrer

Sem Escape – Vencer ou Morrer foi o filme que iniciou o fim da carreira de Jean-Claude Van Damme (ou, pelo menos, até ver). Foi a partir daqui que os seus filmes perderam aquele charme xunga dos anos 80 e tornaram-se numas cópias generalistas umas das outras do enésimo filme de acção de série B […]

| CRÍTICAS | Timecop – Patrulha do Tempo

Todos nós tirámos um doutoramento em viagens no tempo graças ao cinema. Com o Exterminador Implacável 2 aprendemos o paradoxo da predestinação, com o Regresso ao Futuro ficámos a saber tudo sobre linhas temporais e o que acontece se as alterarmos… E com Timecop – Patrulha do Tempo revisitámos a matéria dada, ao mesmo tempo […]

| CRÍTICAS | Aliança Mortal

Um dia vamos ter que começar a analisar os filmes de Jean-Claude Van Damme a partir das suas opções capilares, como já fazemos com Nicolas Cage. E nesse dia, Aliança Mortal vai ganhar um lugar de destaque na filmografia do belga. É que o único filme que conseguirá rivalizar com os caracóis selvagens e acenourados […]

| CRÍTICAS | Assassinos e Rivais

Da carreira recente de Jean-Claude Van Damme, feita de produções europeias realizadas em países manhosos do leste straight-to-DVD (e que os entendidos do género dizem ser a melhor fase da sua filmografia desde o final dos anos 80 – se bem que Duplo Impacto, o seu último bom mau filme, já é de 1991), Assassinos […]

| CRÍTICAS | Morte Súbita

Em 1995 a NHL parou por greve dos jogadores e alguém, em Hollywood, viu nisso uma oportunidade de sacar uma guita. A família Baldwin engendrou um argumento qualquer num ringue de gelo, contratou-se um action hero e convenceu-se duas equipas profissionais a bancarem qualquer coisinha, em troca de publicidade fácil. Mexeus-e tudo muito bem, adicionou-se […]