| CRÍTICAS | Drácula de Bram Stocker

Desde que os vampiros começaram a usar penteados emo e passaram a ser atormentados pela música dos My Bloody Valentine que o tema deixou de ter interesse. O último bastião de dignidade e bom-senso dessas infames criaturas mortas-viva continua a ser, portanto, a adaptação livre de Drácula De Bram Stoker, o responsável pelo desenvolvimento moderno desse […]

| CRÍTICAS | Dois Papas

Só há bem pouco tempo é que a figura do Papa começou a ser representada com todas as suas complexidades humanas no cinema. Até a Habemus Papam – Temos Papa, de Nanni Moretti, a figura papal foi praticamente invisível no grande ecrã, limitando-se a uma figura idealizada de super-homem, não o herói da DC, mas […]

| CRÍTICAS | Thor: Ragnarok

Um dos problemas das adaptações de Thor ao cinema sempre foi encontrar o tom certo entre o ambiente mitológico e a nossa realidade. Especialmente em Thor, isso nem sempre era feliz. A solenidade com que deuses vestidos de capa e espada chegavam às ruas de Nova Iorque aproximavam-no perigosamente de xungarias série b, tipo… He-Man – […]