| CRÍTICAS | The Staircase

Uma vez atravessei a fronteira Belize-México. Quando saí do Belize carimbaram-me, como deviam, o passaporte para me autorizar a saída. Daí a uns metros, tendo de passar no controlo fronteiriço do México, voltei a apresentar o passaporte para confirmarem que havia sido carimbado e porem o deles. Chego-me ao pé do guarda, abro o passaporte […]

| CRÍTICAS | Tau

De acordo com a psicologia das cores, o azul está relacionado com a traquilidade, mas também com a monotonia e a depressão. Por sua vez, o vermelho (e o laranja) significa energia, vitalidade, paixão e violência. Depois de Kiewslowski ter dedicado uma trilogia inteira às cores e de alguns filmes que prestam mais ou menos […]

| CRÍTICAS | The Ritual

Já todos passámos por isto ou, se ainda não, iremos passar mais cedo ou mais tarde: um dia damos por nós e já não somos  apessoa que eramos. Para o bem e para o mal, crescemos e mudamos, os nossos objectivos de vida alteram-se eaté as relações com os nossos amigos de infância estão diferentes. […]

| CRÍTICAS | Carga

Cargo é uma pequena curta-metragem de zombies que se tornou num fenómeno da internet, com milhares de visualizações no Youtube. Além disso, vem da insuspeita Austrália, território que não tem propriamente grande expressão dentro do género, o que chama duplamente a atenção. Por isso, não é de admirar que a primeira produção Netflix australiana seja […]

| CRÍTICAS | The Outsider

Numa altura em que Hollywood anda a tentar achinesar-se à força toda, cobiçando esse novo e apetecível mercado que é o chinês, o Netflix mantém a sua tendência de ir contra a corrente e enviou Jared Leto para o Japão. O filme chama-se The Outsider e, depois de ter tido Takashi Miike e Tom Hardy […]

| CRÍTICAS | Os Famintos

Há coisas que me fazem espécie, coisas que até são, aparentemente, insignificantes, mas que se alojam debaixo da epiderme de tal maneira que causam desconforto e incómodo permanente. É como a mancha na parede da canção dos Mão Morta, Tu Disseste, que vai “alastrando e tomando conta do corpo”. Uma dessas coisas é, precisamente, o […]

| CRÍTICAS | Aniquilação

Deixem-me começar por tirar já isto do caminho. Aniquilação, o novo filme de Alex Garland, foi muito falado por não ter passado pelo cinema e ter estreado directamente no Netflix. O Guardian acha que é por o filme ser muito cerebral. Mas a verdade é que até o Guardian às vezes é parvo. Eu vi isto […]

| CRÍTICAS | Mudo

Estranha carreira a de Duncan Jones até ao momento. Depois de uma estreia extremamente interessante, com o kubrickiano Moon – O Outro Lado da Lua (havia ali algo de 2001: Odisseia no Espaço), seguiu-se um também simpático O Código Base, que o levou directamente para os grandes estúdios. Aí, foi engolido, regurgitado e cuspido fora […]