| CRÍTICAS | Os Famintos

Há coisas que me fazem espécie, coisas que até são, aparentemente, insignificantes, mas que se alojam debaixo da epiderme de tal maneira que causam desconforto e incómodo permanente. É como a mancha na parede da canção dos Mão Morta, Tu Disseste, que vai “alastrando e tomando conta do corpo”. Uma dessas coisas é, precisamente, o […]

| CRÍTICAS | Aniquilação

Deixem-me começar por tirar já isto do caminho. Aniquilação, o novo filme de Alex Garland, foi muito falado por não ter passado pelo cinema e ter estreado directamente no Netflix. O Guardian acha que é por o filme ser muito cerebral. Mas a verdade é que até o Guardian às vezes é parvo. Eu vi isto […]

| CRÍTICAS | Mudo

Estranha carreira a de Duncan Jones até ao momento. Depois de uma estreia extremamente interessante, com o kubrickiano Moon – O Outro Lado da Lua (havia ali algo de 2001: Odisseia no Espaço), seguiu-se um também simpático O Código Base, que o levou directamente para os grandes estúdios. Aí, foi engolido, regurgitado e cuspido fora […]

| CRÍTICAS | The Cloverfield Paradox

Parece que poucas pessoas se lembram da estreia de Nome de Código: Cloverfield e de como isso foi um acontecimento. O filme de JJ Abrams teve uma das campanhas promocionais mais originais de sempre (desde para aí de O Segredo de Blair Witch), redefinindo os conceitos de marketing digita e o significado de viral. Depois, […]

| CRÍTICAS | O Rei da Polca

Na maior parte daqueles casos que dão razão à máxima de que a realidade ultrapassa a ficção, a simples existência de certas personagens justificam pura e simplesmente qualquer filme. Eles próprios dão cor e emoção a uma história, dispensando por completo muletas narrativas, plot twists e outras cambalhotas mais ou menos artificiais. Jan Lewan (interpretado […]

| SÉRIES | Black Mirror (4ª temporada)

O fenómeno do Black Mirror é muito parecido ao que foi o fenómeno White Stripes. Os poucos que gostavam de White Stripes antes do Seven Nation Army, faziam-no por motivos bem diferentes da multidão que veio a seguir. Muito provavelmente, o que levou os segundos a começar a ouvir White Stripes foi precisamente o que […]

| LISTAS | Os 10 melhores filmes de 2017 do Tio Xunga

Cá estamos nós, amiguinhos. No final de um ano em que lhe apenas raspámos a superfície cinéfila e a criar uma listinha. A julgar, no nosso altar de sapiência. Penso muito nisto, sabem? Normalmente os filmes que se revelam clássicos de determinado ano são filmes que pouca gente vê no ano de estreia e que […]

| LISTAS | As melhores (e as piores) séries de 2017 do Diogo Augusto

O Diogo Augusto, prolífero pensador, músico e sábio professor, é o nosso especialista em séries de televisão. Até porque ele é o único de nós que tem tempo livre suficiente para ir acompanhando o que se faz neste campo. Por isso, agora que o ano finda, pedimos-lhe para falar das melhores séries de 2017. E […]

| CRÍTICAS | Jim & Andy

A vida está farta de nos mostrar que os comediantes, por norma, sofrem muito mais de depressão e de problemas existenciais de que os outros. Além disso, parece haver uma relação exponencial entre a genialidade e a dimensão da depressão. Temos o caso não muito distante de Robin Williams, mas também tivemos antes o caso […]