| CRÍTICAS | Paterson

Os filmes de Jim Jarmusch sempre foram uma espécie de poemas, normalmente etéreos, quase a desvanecerem-se, outras vezes meio surrealistas e místicos. É por causa dessa faceta mais sensível que o apelidam muitas vezes do realizador norte-americano mais europeu de todos. E, no entanto, nunca antes Jarmusch tinha feito um filme tão directamente relacionado com […]

| CRÍTICAS | Silêncio

Depois de ter deixado de ser o eterno ignorado pela Academia, tendo sido curiosamente reconhecido com um Oscar por aquele que é provavelmente o seu pior filme (sim, estou a falar de O Lobo de Wall Street), Martin Scorsese pôde finalmente dedicar-se um dos seus projectos de estimação: Silêncio, a adaptação do romance homónimo do […]