| CRÍTICAS | Três Cartazes à Beira da Estrada

“Ah e tal, eu não voto porque o meu voto não altera nada”. “Não vou a manifestações porque não servem para nada”. “Não apoio causas sociais porque diferença fará o meu apoio?” Sempre que alguém vos atirar um destes argumentos esfarrapados para justificar a sua demissão da participação activa na sociedade, esfreguem-lhe o DVD de […]

| CRÍTICAS | Ilha dos Cães

Não foi a primeira vez que Wes Anderson experimentou o cinema de animação. E, tal como em O Fantástico Senhor Raposo, também Ilha dos Cães é um filme em stop motion, que nem por isso deixa de ter todas as marcas do seu cinema anterior. Só admira é que o seu nome não se tenha […]

| CRÍTICAS | Salve, César!

Desde o primeiro filme, Sangue por Sangue, que os irmãos Coen têm revelado o sem apreço pelos géneros clássicos de Hollywood. Nesse caso, era um neo-noir, mas quase 20 anos depois, com O Barbeiro, fariam o seu próprio film noir, a preto e branco e tudo, e mais recentemente experimentariam também o western, com Indomável. […]